Pra tomar decisões e atitudes | Eu & Nós

Pra tomar decisões e atitudes

Por Mariana Viktor

Você deu de cara com um daqueles momentos cruciais:

precisa tomar uma decisão. Ou uma atitude.

Claro que você pode simplesmente ignorar essas urgências e tomar apenas um suco ou um café, deixando as coisas como estão.

Mas se ao longo da vida você tem trocado muitas atitudes e decisões por sucos e cafés, deve saber que a hora mais fácil pra abater um avestruz é quando ele está com a cabeça enfiada na areia.

aprenda a decidir e a agirOk, isso é lenda. Avestruz não enfia a cabeça na areia, só a encosta no chão para ouvir a aproximação de predadores. Também se vale da posição pra, de longe, parecer um arbusto.

Se você tem passado os últimos tempos com a cabeça encostada na areia ligado no movimento dos outros (e desligado do teu), ou quem sabe até disfarçado de arbusto pra você mesmo porque não consegue se mover pra lado algum, tente isto:

1 – Pegue uma folha de papel e escreva tudo o que você tem a ganhar quando se decidir – ou quando tomar alguma atitude.

2 – Ao lado, liste o que tem a perder.

3 – Agora enumere as desculpas que você tem dado a si mesmo para permanecer inerte, disfarçado de arbusto. Elas fazem sentido pra você?

Ao colocar a situação no papel, você não apenas vê as coisas de forma mais ampla, mas consegue organizar a cabeça para fazer o melhor.

Agora em cima das duas listas, bem no meio da folha, escreva:

– Quem eu vou ser diante dessas circunstâncias?

SOBRE O AUTOR

A Mariana é formada pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC) e pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC). Especializada em Coaching de Relacionamento e Emotional Freedom Techniques (EFT), é certificada em Psicologia Positiva pela metodologia do professor Tal Ben-Shahar, de Harvard. Jornalista, dedicou-se às áreas de Comportamento, Saúde Holística e Sexualidade, sendo pós-graduanda em Terapia Familiar e coautora do livro Saúde Emocional (Editora Ser+). Colaboradora do blog da Sociedade Brasileira de Coaching, escreveu para as revistas Vida Simples, Galileu, Marie Claire, Bons Fluidos, Educação, Ana Maria, Viver Psicologia e Claudia, entre outras. Foi colunista das revistas Viva Saúde, Corpo a Corpo e Meu Nenê. Assina a coluna Dica da Mari na revista Atrevida.

Comentários do Facebook

2 Comentários

  • 10/12/2011 - 00:22 Gígio

    Mariana, adorei o texto. Simples, direto e franco. Por essas maluquices da vida, da gente para com a gente mesmo, perdemos por decidirmos não ganhar, embora nosso discurso seja de um cara que está pronto para vencer, para encarar qualquer desafio.

    Grande abraço, com mãos de luz.

  • 28/12/2011 - 13:38 Luiz Paulo Alfama

    Gostei do paralelo com o avestruz, que esconde a cara mas deixa a bunda na janela….
    bjão

Deixe seu comentário