Ela tá alegre ou triste? | Eu & Nós

Ela tá alegre ou triste?

Se você concluir A adotará ações A e terá um resultado A. Se concluir B adotará ações B e terá um resultado B.

Por Marco Antonio Beck

mulher de costas caminhando na chuva

O que você acha? A mulher da foto tá alegre ou tá triste?

Ela tá felizona, pé no chão debaixo da chuva, indo ao encontro do seu amor… ou acaba de perdê-lo e saiu trocando perna, desconsolada e sozinha, no aguaceiro?

Se a gente parar pra pensar, não existe uma verdade verdadeira sobre a foto – o que existe é a minha interpretação e a sua.

Assim na foto, assim na vida.

Se você tem o hábito de olhar pras coisas e imediatamente lhe ocorrem associações tristes, pessimistas, cheias de autopiedade – “como eu sofro neste mundo mau!” -, perceba que o problema não está nas coisas, mas na sua leitura das coisas.

Um olha pra foto e vê o lado legal, o outro olha e associa a imagem com desgraça.

Essa visão, a positiva ou a negativa, não nasce com a gente. Ela é aprendida lá atrás, muitas vezes na infância, e é mantida por uma série de crenças limitadoras que incorporamos como se fossem verdades nossas, como se fossem o único jeito de olhar pra vida, sem perceber que elas nos sabotem e invalidem nossa alegria de estar no mundo.

Um fato não conduz necessariamente a uma única conclusão.

Como no exemplo da foto, há várias formas de ler as coisas que acontecem conosco.

Diante de um mesmo episódio, se você concluir A adotará ações A e terá um resultado A; se concluir B adotará ações B e terá um resultado B.

Ficar atento pra ver quando uma interpretação baixo astral desaba sobre a gente e negar-se a reagir como de hábito, virar o jogo, concluir diferente, isso tira o poder das coisas e dos outros e devolve o poder a você.

Pense nisso e vamo pra chuva, meu! É bom demais!

imagem: autor desconhecido

SOBRE O AUTOR

Formado pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC) e pelo Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o Marco é practitioner em Programação Neurolinguística (PNL) e Emotional Freedom Techniques (EFT). Certificado em Psicologia Positiva pela metodologia do professor Tal Ben-Shahar, de Harvard, é coautor do livro Saúde Emocional (Editora Ser+), colaborador do blog da Sociedade Brasileira de Coaching e colunista convidado do Obvious, o maior site colaborativo de cultura em língua portuguesa. Estudou psicologia junguiana, noética e pensamento sistêmico, além de trabalhar como ghost-writer – que é quem coloca em palavras as ideias de muitos autores que você lê. Criou junto com a Mariana o Eu & Nós, primeiro site brasileiro sobre Coaching de Relacionamento.

Comentários do Facebook

Deixe seu comentário